• Menton Viagens

Paraíso baiano - Península de Maraú

Atualizado: há 5 dias



Uma faixa estreita de terra separa a terceira maior baía do Brasil, a Baía de Camamu, de praias paradisíacas de areias brancas e muitos coqueiros no litoral sul da Bahia. É a Península de Maraú, um destino que vem ficando famoso, ganhou a fama de “polinésia baiana” e tem atraído muitos turistas e celebridades. Mas ainda se beneficia do difícil acesso e do controle nas construções para preservar sua autenticidade, natureza e encantos.Quem vai, sempre volta outra vez!

Sobre a Península de Maraú

Localizada 270 km ao sul de Salvador e cerca de 120 km ao norte de Ilhéus, a Península de Maraú está localizada na região turística da Bahia conhecida como a Costa do Cacau. Provavelmente você vai ler na internet ou chegar por lá e ainda encontrar plaquinhas que indicam a Costa do Dendê, de onde o destino fazia parte até uma mudança recente no início de 2020. A questão é: dendê e cacau não faltam por lá!


Uma das áreas mais preservadas da Bahia, a Península é cercada por praias desertas e outras mais movimentadas, áreas de corais, piscinas naturais, manguezais, estuários, pequenas ilhas, Mata Atlântica e até cachoeira. Um destino para quem ama sol, descanso na natureza, passeios de barco e aventuras leves, como trilhas, Stand Up Paddle e quadriciclo.


Como chegar

A melhor maneira de chegar até a Península de Maraú é voando até o aeroporto de Ilhéus e, em seguida, pegando um transfer ou alugando um carro até seu destino final. Serão cerca de 2h30 na estrada. Vindo por Salvador a distância é bem maior: 270 km e 6 h de carro.


Embora eu não seja muito adepta das viagens de carro, estar motorizada (de preferência com um 4×4) na Península é o melhor caminho para quem quer se locomover com mais tranquilidade entre as praias e atrativos.

Quando ir

O litoral da Bahia recebe visitantes o ano inteiro com poucas variações de temperatura. Embora os meses mais frios sejam junho em julho, com temperaturas alcançando entre 21°C e 24°C, não podemos dizer que chegue a ser um inverno rigoroso. As chuvas são bem distribuídas ao longo do ano, mas os meses mais secos em geral são janeiro e fevereiro e, portanto, é a época em que as águas ficam mais cristalinas para observar os peixes nas piscinas naturais.

O que fazer

Taipu de Fora

Taipu de Fora é uma praia de areias durinhas, coqueirais e águas claras e calmas que se transformam quando a maré enche. Sim, parecem até duas praias diferentes.Para observar os peixes uma máscara e snorkel são suficientes, já que eles ficam bem no rasinho, encostados nos corais.


Passeio de barco pelas ilhas da Baía de Camamu

Esse passeio cenográfico leva cerca de quatro horas e faz um tour pelas ilhas e praias que ficam voltadas para o interior da Península, na Baía de Camamu – a terceira maior baía do Brasil, depois da Baía de Todos os Santos e da Baía de Guanabara. É uma região bem linda e de paisagens diferentes das praias oceânicas, com águas paradas, translúcidas e grandes áreas de mangues preservados.


Durante o passeio é possível visitar as ilhas do Goió, Campinho, Sapinho e a Ilha da Pedra Furada. Nesta pedra, ao contrário da versão mais famosa que fica em Jericoacoara, não há filas e o cenário é ainda mais paradisíaco.


Cachoeira do Tremembé

A Cachoeira do Tremembé é surpreendente – uma queda de 30 metros que deságua diretamente na Baía de Camamu, formando o encontro do Rio Maraú com o mar. O interessante do passeio é que as lanchas descobriram um jeitinho de embicar embaixo da cachoeira e você pode tomar seu banho de dentro do barco, ou claro, optar por mergulhar no delicioso lago que se forma.


Vila de Barra Grande e Pôr do sol na Ponta do Mutá

Em Barra Grande estão três das principais praias da Península e as que ficam bem na pontinha dela, fazendo a curva entre a baía e o mar aberto: a Ponta do Mutá, a praia dos Três Coqueiros e Bombaça. A Ponta do Mutá é indicada como um dos melhores lugares para se assistir o pôr do sol em Maraú. Com uma infraestrutura mais urbana e opções de quiosques mais simples e outros mais descolados, ela ainda consegue preservar algo de especial e remoto. É importante lembrar que o sol se põe cedo por lá (no máximo às 17h30).


Lagoa do Cassange e Lagoa Azul

Duas lagoas de água doce também são programas indispensáveis pela Península de Maraú para tirar o sal depois de um dia inteiro na praia. A Lagoa Azul fica em um lugar bem tranquilo, perto do povoado de Taipu de Dentro, e ganhou esse nome por sua transparência, que reflete o azul do céu. Todos dizem que ela é rica em lanolina, mas ninguém explica como um produto resultante da lã de ovelha foi parar em grandes quantidades por ali.


Na Lagoa do Cassange, as águas são mais escuras, mas o mergulho e a calmaria são tão gostosos quanto. Muita gente aproveita a lagoa também para fazer SUP. Como o próprio nome já diz, ela fica bem pertinho da Praia do Cassange, um pouco mais afastada de Barra Grande.


Trilhas, aventura e ecoturismo

Embora o turismo na Península de Maraú tenha se desenvolvido principalmente pelas praias, eu proponho que, procure conhecer o destino de outras formas, se aventurando e explorando a natureza.

Onde se hospedar

Uma península tropical com 40km de praias de areia dourada semi desertas, piscinas de corais, lagoas de água doce, florestas e manguezais. Nesta atmosfera está localizada a Casa dos Arandis, um pequeno e exclusivo hotel boutique, charmosamente construído entre os coqueirais de forma sustentável, com madeiras e telhas de demolição, unindo rusticidade com extremo conforto e modernidade.


Composto por uma casa em alvenaria, a charmosa Casa Jardim, mais quatro bangalôs, restaurante, bar, mini spa, e salas de massagem e Yoga, as acomodações foram feitas para você desfrutar desta natureza com ambientes aconchegantes. Nossa prioridade é fazer com que você se sinta em casa, seja na chegada, onde será recebido com toalhas refrescantes, welcome drinks, e ao final da tarde, poderá experimentar drinks variados de frutas tropicais no Bar Andis.


E ai, ficou na dúvida? Fale com um dos nosso consultores que será um prazer lhe ajudar a conhecer esse paraíso tranquilamente!


menton@menton.com.br

(48) 3025-3334

(48) 98836-9671

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo